Campo harmônico veja na prática ?

Campo harmônico veja na prática ?

Campo harmônico é formado por conjunto de acordes a partir de uma determinada escala. como exemplo a escala de dó maior: C(dó), D(RÉ) , E(mi), F(Fá ) G(sol), A(lá ), B(si).

De um modo geral, a função de um acorde diz respeito às notas que pertencem a ele (suas características internas ), os acordes que tendem a precedê-lo e segui-lo e aonde ele tende a ser empregado no curso de uma frase musical.

Em teoria uma das funções harmônicas é baseada em três princípios fundamentais:

  • Acordes são coleções de graus de escala.
  • Cada grau de escala tem suas próprias tendências.
  • As tendências coletivas dos graus de escala de um acorde em combinação são a função do acorde.

Os acordes podem ter funções diferentes em diferentes estilos musicais. Por exemplo, os tipos de funções que encontramos na música clássica são diferentes daqueles que encontramos nas músicas pop / rock.

Vamos imaginar que eu precise colocar acordes na música, “nesta rua nesta rua”

Gm       (sol menor)                                    Dm (Ré menor)

Se essa rua, se essa rua fosse minha

           Gm (sol menor)

Eu mandava, eu mandava ladrilhar

            Cm (dó menor)

Com pedrinhas, com pedrinhas de brilhantes

           Dm   (Ré menor)                               Gm (sol menor)

Para o meu, para o meu amor passar

Veja que os acordes utilizados foram: Gm, Dm, Cm .

Todos esses acordes pertencem ao campo harmônico de Gm ( sol menor).

Isso significa que eu tirei a música exatamente como ela é, mas com certeza eu cheguei bem perto por conhecer o campo harmônico menor. Existem outras escalas menores que iremos falar em breve, e se existem outras escalas menores, também existem outros campos harmônicos.

As três funções harmônicas de prática comum

Na música de prática as harmonias tendem a se agrupar em torno de três categorias de alto nível da função harmônica.

 Essas categorias são tradicionalmente chamadas.

  •   tônica (T),
  •  subdominante ( S – também chamado predominante , P ou PD )
  • dominante (D)

Cada uma dessas funções possui seus próprios graus de escala característicos, com suas próprias tendências características. 

E cada uma dessas funções tende a participar de certos tipos de progressões de acordes mais do que outras.

Encontrando a função de um acorde

Cada uma das três funções harmônicas – tônica (T), subdominante (S) e dominante (D) – possui graus de escala característicos. Os graus da escala característica da Tonic são 1, 3, 5, 6 e 7. Os graus da escala característica do Subdominant são 1, 2, 3, 4 e 6. Os graus da escala característica da Dominante são 2, 4, 5, 6 e 7.

veja como no Wikipédia as definições

Em uma composição musical , uma progressão de acordes ou progressão harmônica é uma sucessão de acordes .

 As progressões de acordes são o fundamento da harmonia na tradição musical ocidental, desde a era da prática comum da música clássica até o século XXI.

 As progressões de acordes são a base dos estilos de música popular ocidental (por exemplo, música pop , rock ) e música tradicional (por exemplo, blues e jazz ). 

Nesses gêneros, as progressões de acordes são a característica definidora na qual a melodia e o ritmo são construídos.

Campo harmônico menor na tabela.

As tabelas servem para orientar no aprendizado mais não são fundamentais.

Caso queira aprender tocar Guitarra do básico ao avançado deixo aqui o MELHOR custo benefício de curso online de GUITARRA

Clique no Botão ABAIXO:

Lembrando que existem 3 escala de campo harmônico menor:

  • Escala menor natural (Escala diatônica é uma escala de sete notas (heptatonica), com cinco intervalos de tons e dois intervalos de semitons entre as notas. Este padrão se repete a cada oitava nota numa seqüência tonal específica. A escala diatônica é típica da música ocidental e concerne à fundação da tradição da música européia.
  • Escala menor harmônica (Uma forma fácil de escala, é pensar primeiramente na escala maior natural e depois apenas reduzir os graus 3 e 6. Para tornar esta escala maior em escala menor harmônica é só diminuir meio tom dos graus 3 e 6, que são as notas lá e ré.
  • Escala menor melódica é o conjunto de acordes formado a partir das notas de uma determinada escala musical. Esses acordes são extraídos de uma das quatro escalas estruturais: a maior, a menor, a menor harmônica e a menor melódica. Também pode ser chamado de estrutura tonal visto que o desenvolvimento da harmonia está inteiramente ligado ao aparecimento e desenvolvimento do conceito de tonalidade.

conclusão:

Neste humilde artigo intenção é apenas informativa. como você pode perceber existem muito o que estudar mais não se preocupe !

Para tocar um instrumento não necessita de toda estas teorias e pode começar agora mesmo de dentro da sua casa !

Aprenda tocar Guitarra e criar seus próprios solos de Guitarra e impressionar SEUS amigos ou tocar suas músicas favoritas! (CLIQUE AQUI PARA CONHECER O MÉTODO GUITARRA INTENSIVA)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.